Coisas de irmã mais velha

Eu tenho uma irmã mais nova. Ela nasceu no mesmo dia que eu só que com 7 anos de diferença. Nós ficamos uns anos sem nos falar mas há alguns voltamos com tudo e desde então somos amigas.
Quando ela desabafa e eu a aconselho ela diz: Eita irmã, agora tu filosofou né?
Eu rio e respondo: eu posso filosofar, sou tua irmã mais velha.
O engraçado, além do deboche disfarçado dela, é que minhas tias faziam o mesmo, me aconselhavam em tom filosófico, dando lições de vida e eu as desafiava e debochava delas como minha irmã faz hoje comigo.
A vida é mesmo um ciclo. E por mais que a gente tente proteger quem a gente ama com conselhos, dicas, contando nossas vivências como exemplo de como agir ou não, não tem jeito, eles só aprendem com a própria experiência.
E aí a gente se sente impotente, mas o que podemos fazer é viver e deixar viver e caso algo dê errado, estar sempre por perto para consolar. E se der tudo certo comemorar junto.
Será que vou ter essa mesma resignação com os filhos?
"Sei lá, sei lá..."

Bejocas

5 comentários:

Márcia disse...
4 de maio de 2010 12:36

Oi Dani, estava preparando para comentar no post de maio e pluft! Veio do post da Mana!
Ahhh estas relacoes fraternas sao um barato mesmo. Sempre tem uma mais palhacinha, outra mais seria, centrada... E o mais interessante e que a gente se complementa nas diferencas!
Te desejo um mes de maio lindo, cheio de alegria, celebracao do dia das Maes (ahhh que saudade da minha), abracos e muita saude!
Bjim querida!
Marcia

Ich, Hausfrau disse...
5 de maio de 2010 12:04

Eu tenho duas irmãs mais velhas e quando ela me pegam pra dar conselhos, haja cérebro pra tanta filosofia, hehehe... vc tem razão, por mais que a gente aconselhe, as vezes a melhor forma de se aprender uma lição na vida é errando e fazendo caquinha!
Estranho, vc consta na lista de seguidores.. ai meu Deus, vou ver o que eu fiz de errado aos instalar aquele negocio do google... bjo

Paulinha disse...
6 de maio de 2010 16:25

Pois é, Dani, não tem pra onde correr. A gente só aprende mesmo batendo nossa própria cabeça na parede. E com certeza com os filhos não vai ser diferente. Ai, já tenho que ir me preparando psicologicamente pra isso =D

Luíza disse...
16 de maio de 2010 15:39

e eu tenho uma irmã de 7 anos e fico me imaginando aconselhando-a.
ela é como se fosse meu bebê, até pq eu sempre fui a caçula até a chegada dela.

Lígia disse...
19 de maio de 2010 19:30

Ei Dani, grande guru, como se faz pra tirar o registro de Rádio e TV aqui em São Luís> O q precisa e onde é>

Bjs, linda!

Lígia

Volver al inicio Volver arriba A Louca da Casa. Theme ligneous by pure-essence.net. Bloggerized by Chica Blogger.