Me diga, me explica!

Já reparou que alguns pessoas parecem muito com outras mas não tem nenhum vínculo genético?

Eu reparei! Percebi que tenho a mania doida de ficar observando como algumas pessoas se parecem com outras. E já criei uma espécie de classificação. Mas não dei nome para isso ainda.

É muito maluco. Tem gente que parece que tem o mesmo formato de rosto, boca parecida, o jeito de falar.

Hoje mesmo vi uma moça que tem o pé igual ao dá minha tia, sem tirar nem pôr. Como pode isso?


Essa mesma tia, tia Helena, quase paga um super mico uma vez. De longe ela ouviu uma voz igual a minha e começou a procurar de onde vinha voz. Quando encontrou a dona da voz, que estava de costas, ela jura que era eu. O cabelo, a fofura, até o vestido era parecido com um que tenho. Ela imediatamente foi em direção da menina e já ia passando a mão no cabelo dela quando a moça virou e ela percebeu que realmente não era eu. Mas ela disse que de frente a menina era ainda mais parecida comigo. Que louco! Fiquei super curiosa para conhecer essa gêmea perdida.

O grande questionamento é por que existem pessoas tão parecidas que muitas vezes nunca nem se viram?

Fico pensando se isso tem a ver com a origem da pessoa. Se lá atrás, a trocentos mil anos , essa pessoas tiveram algum ancestral em comum. E já fica me dando uma vontade de entrevistar a pessoa e saber tudo sobre ela e ir fazendo o mesmo com todas que acho parecidas com ela.

Ai gente, isso é piração demais até pra mim.

No fundo acho que isso faz parte de um outro pensamento que tenho de que estamos todos interligados de alguma forma. Que existe a possibilidade de termos vindo todos do mesmo lugar e da mesma família. Tem gente que vejo e só de olhar sinto uma afeição enorme por ela, como se já a conhecesse. Mas aí ela segue o caminho dela, eu o meu, e a gente nem se topa mais.

O contrário também acontece. De não gostar da pessoa e pronto, não querer ver a cara dela por nada no mundo.

Esse mistério permanece na minha cabeça. Será que um dia ele será revelado para mim?

Se for, eu conto tudinho para vocês, se é que querem saber também.

Uma bejoca!

8 comentários:

Sergio Brandão disse...
18 de março de 2009 07:03

Taí! Se houver algum geneticista de plantão, entre os seus leitores, que se pronuncie... rsrs
Mas essa coisa das semelhanças é mesmo curiosa... Eu mesmo, já por várias vezes e em lugares os mais diferentes, já ouvi me dizerem que pareço ora com Oscar ora, com seu irmão, Tadeu Schmidt... E eu sempre respondo: então, só me falta o prestígio deles ou a conta bancária... rsrs Bjs.

Du disse...
18 de março de 2009 07:31

Eu quero saber tudinho que você descobrir, viu?

Esses dias aconteceu uma coisa assim parecida comigo. A Camila fez um post inspirado em mim e postou uma fotografia, que não era minha, mas todo mundo que viu (inclusive o namorado) queria saber quando e onde eu tirei aquela foto! Pode isso? Depois eu olhei bem e não é que a moça da foto é a minha cara mesmo? olhos iguais,nariz, boca...um verdadeiro mistério... Aí mostrei pra minha mãe que disse assim: "Como tu tá bonita na foto, filha!"
Ó, mópai... e eu nem imagino quem seja a criatura da foto =/

Se você quiser ver, tá aqui:

A moça do sonho no Conto de fadas particular

Beijossssssssss!!!

Du disse...
18 de março de 2009 07:33

Ah, se você for ver o link, veja o comentário do Urbano no post! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Gisele Amaral disse...
18 de março de 2009 19:58

Ih, Dani! Essa semana fui esculhambada por um amigo, que viu uma moça idêntica a mim pela rua e começou a buzinar insistentemente. Depois de até entrar com o carro na frente da moça que ele foi perecebr que não era eu, hahahah. No mínimo, ela ficou achando que ele era um tarado! E por isso fui esculhambada, acredita?! Não tive culpa de nada!

Enfim... será que é um doppelgänger? às vezes penso que sim! hehehe

Um beijo!
=*

Gisele Amaral disse...
18 de março de 2009 19:59

Ih, Dani! Essa semana fui esculhambada por um amigo, que viu uma moça idêntica a mim pela rua e começou a buzinar insistentemente. Depois de até entrar com o carro na frente da moça que ele foi perecebr que não era eu, hahahah. No mínimo, ela ficou achando que ele era um tarado! E por isso fui esculhambada, acredita?! Não tive culpa de nada!

Enfim... será que é um doppelgänger? às vezes penso que sim! hehehe

Um beijo!
=*

Diversão Eventos disse...
19 de março de 2009 04:43

Dani,
eu tenho uma teoria meio que parecida com a sua, ou quase igual.
Acho que nós somos conectados por redes de relacionamentos, onde cada pessoa é destinada a conhecer certas pessoas de um ciclo, ou meio...e cada pessoa que você conhece leva você a conhecer mais gente e esse ciclo aumenta, mas chega a um certo ponto no qual você deixa de conhecer mais pessoas...já prestou atenção que quando você conhece um grupo de pessoas, você se dá melhor com uns ou apenas um e os outros você não tem mais notícia ou simplemente não quis ter??? Pois é, acho que seu pensamento está correto, talvez sejamos almas conectadas em uma vida e que sempre estarão conectadas nas próximas encarnações...penso até que nossas almas são divididas realmente, como cita o Espiritismo, e a gente passa a vida inteira tentando encontrar os pedacinhos da nossa alma.
Bom, se continuar essa minha viagem, vou acabar postando no seu blog...ahahahhahaha.

Mas por favor, quando vc descobrir me fala que quero saber!!!

beijooooooo

Su disse...
19 de março de 2009 05:41

hahahahahahahhahaha...
Eu tbm quero saber esse mistério, já me equivoquei fazendo isso... rs... já falei com alguém que nem tinha nada haver!!! hahahaha...
Eu tbm quero ter uma esxplicação!! rsrsrsrssrsrs

Beijooos, FLor

Dani M. disse...
19 de março de 2009 07:10

Ai que alívio. Eu fico matutando sobre isso e acho que sou louca sozinha, mas pelo que vcs meus queridos estão falando eu não sou,kkkkk...
Beijos a todos!!

Volver al inicio Volver arriba A Louca da Casa. Theme ligneous by pure-essence.net. Bloggerized by Chica Blogger.