Ela pensa que pode ser completamente feliz...

Esse fim de semana pensei em muitas coisas. É que tive tempo de sobra pra isso.
Foi um fim de semana daqueles que "trabalho". É que fico lá sentadinha vendo as aulas acontecendo e só faço algo de fato se a professora ou os alunos estiverem precisando e como na maior parte do tempo eles ficam bem concentrados na aula, tenho um tempo só pra mim pra fazer o que eu quiser. Então eu faço duas coisas que eu adoro: leio e penso.
Às vezes penso sobre o que eu leio. Outras vezes enquanto estou lendo vem um pensamento intruso e atrapalha a minha leitura. E lá vou eu ter que começar tudo de novo porque esqueci o que estava lendo enquanto pensava. Entendeu??? Acho que sim né!
Pois bem. Estive pensando em coisas diversas: na saudade dos meus pais, na roupa pra lavar, no almoço que não ia fazer pra marido, no que ele estaria fazendo lá em casa sozinho sem mim, nos meus amigos e principalmente no que estou fazendo na minha vida profissional.
Sempre acreditei que é possível conciliar uma vida amorosa feliz com uma carreira bem sucedida. Mas cadê que isso tá acontecendo? Estou muito feliz no meu casamento. E tudo bem que eu gosto do trabalho que faço e do ambiente em que trabalho mas onde fica aquela história de trabalhar com prazer?
Em alguns momentos, sinto como se estivesse numa constante repetição de atividades: "Todo dia ela faz tudo sempre igual...". Acorda cedo, toma café, escova os dentes, toma banho, se arruma, sai de casa. Pega o ônibus ( lotado), vai em pé, desce no terminal de integração*, pega outro ônibus ( lotado), vai em pé ( ou não). Desce no centro histórico, fica feliz por ver o mar, e o casario, e os azulejos. Sobe os 4 andares de escada velha, vazada e barulhenta. Chega na redação, dá bom dia, ri da sua falta de ar e da dor nos joelhos. Senta em frente ao computador e começa sua pesquisa por notícias, comportamento, psicologia, eventos, música entre outros assuntos. No final do dia, vai pra casa: pega ônibus, vai sentada (graças ao bom Deus), desce no terminal da integração, espera seu ônibus pelo menos durante meia hora, pega seu ônibus (lotado), vai em pé.
Finalmente chega em casa, e aí sim é hora do prazer. Quer dizer o prazer acontece um pouquinho mais tarde porque antes, ela dá um jeito na casa, arruma a cama, lava a louça do café ( as vezes ela deixa pro marido fazer isso) e prepara alguma coisa pro jantar (as vezes ela deixa pro marido fazer isso²).
E é assim, todos os dias. Eu me formei pra isso? E onde está o juramento que eu fiz que promover o entretenimento sadio e lá lá lá lá? E onde está o meu próprio entretenimento sadio?
Calma, não se assutem, eu sou geminiana, penso muito, em muitas coisas ao mesmo tempo. Mas sou inofensiva. Só mordo de você deixar.
Tenho pensado muito no que estou fazendo com o meu tempo, com a minha vida profissional. Tenho pensado até em me juntar a Nina na Alemanha, oi ir viver na Irlanda como a Lígia ou ir pra Holanda viver de "arrrrrte". De repente eu poderia cantar bossa nova nos barzinhos.
Mas já tenho muito a agradecer a Deus por pelo menos ter um casamento feliz, uma família amada e uns amigos "fodásticos" que me tiram dessa rotina algumas vezes. Isso já é coisa pra caramba pra agradecer.
E agradeço também pelo livros. Enquanto não posso viajar de verdade, eu viajo na carona das palavras e me divirto tanto que só vendo pra saber. Agradeço também pelos blogs nos quais eu aprendo tanto, me emociono tanto e rio tanto. Amo muito tudo isso!!!!
" MAS ELA DIZ, QUE APESAR DE TUDO ELA TEM SONHOS
ELA DIZ QUE UM DIA A GENTE HÁ DE SER FELIZ
SE DEUS QUISER..."
[Janaína- Biquini Cavadão]
E a semana começa assim, com a continuação dos pensamentos e muitas reflexões. Quanto aos livros conto pra vocês amanhã.
Bejocas!!!
* Terminal da integração é um local que parece uma rodoviária em que você troca de ônibus e não paga outra passagem por isso. Na verdade é um inferno em forma de terminal, pra ser mais clara.

9 comentários:

Polyana Amorim disse...
27 de julho de 2009 07:19

te dizer que eu tbm ando assim...pensando no meu futuro. um futuro breve qu já tá batendo na porta, as provas de mestrado e eu começo a ficar desesperada por nõa me achar preparada. mas como eu não tô preparada? passei o ano todo lendo e lendo... as vezes eu piro com isso. mas é tudo ansiedade, medo, insegurança. ain!

boa semana, amiga!

Albertinho disse...
27 de julho de 2009 09:37

Vamos fazer uma revolução.
A gente abre um bar. A gente também canta no mesmo bar. A gente também consome o que tiver no bar se ninguém comparecer.
Que tal?

Algo me diz que até o fim do ano boas notícias virão a todos nós. Que seja um bom pressentimento!

Amigao disse...
27 de julho de 2009 12:23

Tenho o mesmo poblema que você, por exemplo, enquanto estava lendo este post veio um pensamento intruso e atrapalhou minha leitura.E lá fui eu ter que começar tudo de novo porque esqueci o que estava lendo enquanto pensava...


Aqui em Sampa Terminal da Integração também é um local que parece uma rodoviária em que você troca de ônibus E PAGA A PASSAGEM novamente. A menos que você tenha o BILHETE UNICO, que dá direito a duas horas sem pagar pagar passagem nenhuma.Caso contrário tem que pagar passagem novamente.Na verdade é um terminal em forma de inferno.

Beijão do amigão!

Amigao disse...
27 de julho de 2009 12:24

Por que todos vocês querem sair daí? É o terceiro ou quarto post que leio com o mesmo motivo: Quero ir embora...hehehehehe

Luana! disse...
27 de julho de 2009 20:08

/\
||
hahahahahhahahahah

Amynon disse...
27 de julho de 2009 22:35

Legal isso que vc falou, hoje eu amanheci assim , pensando, a pensando estou ate agora , em tantas coisas que nem sei .é curioso esses nossos momentos , neles aprendemos muito falando com nos mesmos rsrsrs Um abraço pra vc !

Dani M. disse...
28 de julho de 2009 07:17

Eu num queria querer ir embora amigão, adoro aqui, mas as oportunidades de trabalho são muito raras e nem sempre contemplam os nossos anseios.
Uó!!

Rafa @guapinharj disse...
28 de julho de 2009 16:00

oLHA dANI,
vc disse tudo que eu estava pensando semana passada!
menos a questao de ter se formado para viver isso! pois eu não me formei na facul.

bom tbm tenho andado cansada de todo dia a mesma coisa.....acorda, toma banho, se arruma, escova dentes, leva o lixo, pega o busão do recreio para Copacabana...o bom disso é a vista que é linda....depois começo a atender diversas reclamaçoes clientes chatas gritando e me xingando como se euzinha aqui fosse a responsável por ela ter pêlo encravado....depois de 10h no trabalho pego busao pra casa e demoro umas 2 horas para chegar e preparo o jantar para quando minha mana chegar do curso estar tudo pronto, depois ela lava a louça tomamos banho e dormimos [eu fico até mais tarde na internet]....mas ando cansada dessa mesmisse toda

vamos cantar bossa nova!!!!!!!!!

beijocas

Dani M. disse...
29 de julho de 2009 11:43

Rafinha vamo cantar, vamo????
A gente vai se dar de bem nas ôropa, kkkkkkk...
beijo lindinha!!!

Volver al inicio Volver arriba A Louca da Casa. Theme ligneous by pure-essence.net. Bloggerized by Chica Blogger.